Look: Vestido Olho Grego – Um dia pelo Centro Histórico de Salvador

O post mais giga dessas férias baianas! Fizemos tantas, mas tantas fotos neste dia que fiquei horas escolhendo, mesmo assim, não consegui ser mais concisa.. o Centro Histórico de Salvador é muito lindo, cheio de vida e cores pra ser resumido em poucos cliques.

Pelourinho_Salvador_Mirella 35Pra turistar no calor de janeiro joguei um vestidinho bem fresquinho – um dos meus queridinhos do momento, direto da Líquido de Bauru! Amo tudo nele, a modelagem em A, as tiras fininhas com as costas bem abertas e essa estampa linda de Olho Grego, a cara do verão! Nos pés, rasteira de pedras azuis Carmen Steffens que tem me acompanhado muito nesses últimos meses, faz o maior sucesso, também pudera, fica linda no pés!

Pelourinho_Salvador_Mirella 18
E vamos ao nosso tour!
Começamos pelo famoso Elevador Lacerda, pra nós ponto turístico, mas para os soteropolitanos é um meio de atravessar a distância entre a Cidade Baixa e o Centro Histórico, no alto do morro. A graça em si não é o elevador, mas a vista que se tem lá de cima para a Baía de Todos os Santos! Linda!!

Aquele casarão amarelinho ali na Cidade Baixa é o tradicional Mercado Modelo. O prédio, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), foi construído em 1861 e abriga o maior shopping de artesanato do país, com mais de 260 lojas vendendo produtos típicos da Bahia, além de restaurantes e bares.

Pelourinho_Salvador_Mirella 14
Pelourinho_Salvador_Mirella 31
Em frente ao Elevador fica a Praça Municipal, que nasceu junto com a cidade de Salvador, em 1549, com a finalidade de concentrar os prédios de administração pública. Na foto, o Palácio do Governador.

Pelourinho_Salvador_Mirella 21
Memorial das Baianas, na extensão da Praça da Sé.
Pelourinho_Salvador_Mirella 19

E então fomos adentrando no coração da Bahia e centro da cultura africana no Brasil, o Pelourinho. O nome vem da coluna de pedra que ficava no centro das praças para castigar os escravos. A região é cheia de casarões coloridos em estilo barroco colonial português, igrejas, restaurantes e lojinhas com artesanato, baianas na frente e lembranças da Bahia. As ruelas estreitas de pedras são de uso somente de pedestres, carros não entram nessa parte da cidade.

Pelourinho_Salvador_Mirella 25
A região tem fama de perigosa, mas achei tudo muito organizado, limpo e cheio de policiais muito gentis. Como fomos na segunda-feira depois do agitado final de semana de Ano Novo, estava tudo bem tranquilo e não tivemos nenhum inconveniente, por sinal, fomos muito bem recebidos. Voltarei com certeza numa segunda oportunidade!

Pelourinho_Salvador_Mirella 26Terreiro de Jesus, praça que dá início à região do Pelô e uma das áreas mais antigas de Salvador cujo espaço abriga a Catedral Basílica, a Faculdade de Medicina, primeira do Brasil, e as igrejas de São Domingos Gusmão e de São Pedro dos Clérigos.

Pelourinho_Salvador_Mirella 4
Pelourinho_Salvador_Mirella 24
Pelourinho_Salvador_Mirella 3
Pelourinho_Salvador_Mirella 27
Praça Largo de São Francisco
Pelourinho_Salvador_Mirella 8
Sombra e água fresca! Almoço delicia curtindo o movimento ali na praça no Restaurante Odoyá.
Pelourinho_Salvador_Mirella 17
Vinho branco geladinho e uma moqueca de peixe com camarão bem gostosa!

Pelourinho_Salvador_Mirella 33
Pelourinho_Salvador_Mirella 22
Pelas ruelas de pedras do Pelô!
Pelourinho_Salvador_Mirella 13 Pelourinho_Salvador_Mirella 12
Casa do Olodum, é ali no Pelourinho que fica a sede da organização cultural de movimento negro brasileiro, com foco na inclusão e igualdade social através da música. O samba-reggae, a tradição afro-brasileira e a educação são os alicerces da ONG popularizada pela famosa banda Olodum.
Pelourinho_Salvador_Mirella 2
Pelourinho_Salvador_Mirella 28
Pelourinho_Salvador_Mirella 23
As cores da Bahia!
Pelourinho_Salvador_Mirella 43
Pelourinho_Salvador_Mirella 16
Pelourinho_Salvador_Mirella 15
Praça José de Alencar, mais conhecida como Largo do Pelourinho. É a vista mais bonita que se tem do Pelô. Mas, é também o marco do sofrimento da escravidão. Era ali onde antigamente os condenados eram expostos, amarrados a uma coluna de pedra chamada de pelourinho.

Pelourinho_Salvador_Mirella 10
Pelourinho_Salvador_Mirella 1
Pelourinho_Salvador_Mirella 34
Pelourinho_Salvador_Mirella 42
Pelourinho_Salvador_Mirella 30
A Fundação Casa de Jorge Amado fica em frente ao Largo do Pelourinho, num casarão que abriga a ONG com enfoque nos temas literários, artísticos e das ciências humanas. O objetivo da Fundação é preservar, pesquisar e divulgar os acervos bibliográficos e artísticos de Jorge Amado, além de incentivar e apoiar estudos e pesquisas sobre a arte e literatura baianas.

Pelourinho_Salvador_Mirella 32
Pelourinho_Salvador_Mirella 44
Pelourinho_Salvador_Mirella 40
Do Pelô seguimos de carro até a Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, a mais tradicional igreja de Salvador, com arquitetura neoclássica e fachada rococó construída sobre a Sagrada Colina em meados do século XVIII. É em sua escadaria que ocorre a famosa festa da Lavagem do Bonfim – confesso que imaginei a escadaria maior. Mas a igreja é linda! Dentro acontecia uma missa lotada de fiéis.
Pelourinho_Salvador_Mirella 37
Pelourinho_Salvador_Mirella 11 Pelourinho_Salvador_Mirella 5O que encanta aos turistas são as milhares de fitinhas do Bonfim coloridas amarradas na grade da Basílica, símbolo marcante da Bahia. Criadas em 1809, eram conhecidas como “Medida do Bonfim”, por medir exatos 47 centímetros de comprimento, a medida do braço direito da estátua do Senhor do Bonfim, trazida de Lisboa.

A tradição é comprar fitas na cidade – comprei várias no Pelourinho, estão por toda parte – e amarrar uma na grade da igreja ou no pulso com três nós e, em cada um deles, fazem um pedido.

Pelourinho_Salvador_Mirella 7
Pelourinho_Salvador_Mirella 20
Pedidos feitos!
Pelourinho_Salvador_Mirella 39Pelourinho_Salvador_Mirella 6
Arco-íris de fé!
Pelourinho_Salvador_Mirella 38
Já no final da tarde seguimos para o Farol da Barra, também conhecido como Farol de Santo Antônio, um dos principais cartões-postais de Salvador. De lá se tem um pôr do sol incrível, mas o tempo fechou e só pudemos curtir o visual, que valeu mesmo assim. O lugar é lindo, com um calçadão amplo cheio de moradores praticando exercícios ao lado do mar.
Pelourinho_Salvador_Mirella 45
Sentamos na calçada em frente ao calcadão para tomarmos nosso açaí de todos os dias enquanto no barzinho do nosso lado um cantor fazia um som com muito samba e mpb, delicia!
Pelourinho_Salvador_Mirella 9

Bahia de Todos os Santos!
Gostaram dos cantinhos históricos da capital baiana?!

Beijos, cheiros e muito axé!
Até!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s