Amsterdam

Gente, desculpem pela falta de posts diários, pela falta de tudo.. juro que não estou dando conta… como viajo de low cost, só levo o tablet, que serve mais para checagem de sites e skype com a família mesmo, sabe. Mas tenho tanta, mas tanta coisa pra mostrar por aqui que nem sei por onde começar! Meus olhinhos (ou melhor, olhões, né!) têm visto tantas paisagens lindas que nem sei como descrever..quando eu acho que ja vi o suficiente vem outro lugar e me mostra que é possível ir mais além.. juro que estou passada com as cidades que visitamos nestes últimos dias, Praga e Budapeste agora moram no meu coração!

Mas antes de contar sobre nossos últimos destinos, fiquem primeiro com Amsterdam, esta cidade linda e com um clima incrível que só ela tem! Eita cidade diferente! Ao mesmo tempo pode ser calma e romântica, alto astral, divertida e sexy… Pode ser tudo isso e muito mais. 

Conhecida como a Veneza do Norte por causa dos canais que cortam a cidade, Amsterdam tem uma paisagem encantada. Os canais dificultam o tráfico de carros, e com os número reduzido de veículos somado ao terreno plano, as bicicletas invadem e dão ainda mais charme às ruelas tranquilas ao redor dos canais. Ok, na Europa muita gente anda de bicicleta, mas em Amsterdam isto equivale a todo mundo!

 

Assim que chegamos fomos caminhando pelo centro à procura do nosso hotel e loucos por um café da manhã. Eram quase 9hrs e praticamente tudo fechado. Pois é, o dia começa tarde por lá, mas em compensação a noite acaba mais tarde ainda.

Por muita sorte, como uma excelente boas-vindas, encontramos um café aberto numa ruela perto da praça Dam e foi assim que experimentamos o melhor croissant de todos os tempos! Até esperamos uns minutinhos porque ainda estava saindo do forno.. huuummm, por dentro só uma manteiga que já vem na massa mais pra salgada, bem macia e diferente de qualquer coisa que você conheça como croissant. Pra acompanhar, um delicioso cappuccino e de sobremesa waffles com nutella e bananas!!! Me matem, mas não fiz foto dos croissants, acreditam? Deixo aqui a fotinha do simples cafezinho que até voltamos no fim da tarde do dia seguinte. A foto foi tirada de manhãzinha quando não tinha ninguém na rua, mas quando voltamos estava lotada e super animada!

  

Depois partimos para a Casa de Anne Frank. É demais! O museu te leva num tour pela casa onde a garota judia viveu dois anos sem poder sair, escondida com sua família numa parte secreta durante a Segunda Guerra Mundial, até serem descobertos pelos nazistas. Durante este período, Anne, com então 13 anos, escreveu seu diário, hoje lido por milhões de pessoas após sua morte num dos campos de concentração. É incrível como num pequeno espaço deu pra sentir tão forte o sofrimento causado pelo nazismo. Emocionante, tem que ir, pena não poder tirar fotos lá dentro.


Eu não tinha lido o livro, só sabia um pouco da história, sem hesitar comprei um na livraria do museu e posso garantir que é de prender o leitor. Tem que ler!!

Mais tarde fomos curtir a famosa noite de Amsterdam, que nesta época só vê o sol se pôr por volta  das dez da noite. Com direito à Heineken bem gelada, Museu do Sexo, Casa Rosso, Red Light District, Coffeeshops e por aí vai, afinal, sexo por la é cultura, minha gente!

    

   

Deixe-me dar uma resumida, pra quem não sabe, em Amsterdam prostituição e maconha são legalizadas. Qualquer um pode fumar um baseado nos famosos Coffeeshops, cafés onde o consumo de maconha e haxixe são permitidos. Espalhados por toda a cidade (há centenas deles!), os coffeeshops vivem lotados e em quase todos não se vende bebida alcoólica, veja a troca! rs

                                                                         imagem: amsterdam.info 

Já um pouco da prostituição pode ser visto pelos turistas no famoso Red Light District, ou Bairro da Luz Vermelha, assim conhecido devido as suas centenas de vitrines iluminadas por lâmpadas avermelhadas exibindo prostitutas só de lingeries. É proibido fotografar e dizem que elas ficam enlouquecidas com quem se atreve a fazer um clique de seus corpitchos. Os turistas adoram o lugar e enchem as ruelas do bairro, e durante toda a noite se vê muitos entrarem e saírem das cabines.

    

Antes deste tour pela Red Light District fomos conferir o Museu do Sexo. Bem engraçado, com sustos eróticos por toda parte, com bonecos que se movem em diversas performances. Objetos sexuais também estão espalhados pelo museu, como cintos de castidade, estátuas eróticas e inúmeras fotografias pornôs de muitos anos atrás.

Noite diferente e bem divertida!

O dia seguinte foi de muita caminhada, mas mais relax, com passeios pelos canais, parques, museus de arte, tudo bem apaixonante! Sem falar na delicia que é caminhar pelas ruas de comércio partindo da praça Dam, lotadas de pedestres, lanchonetes e lojas!


O look foi total conforto, me senti bem o dia todo! Sem falar que fiquei bem quentinha, já que o frio pegou muito turista desavisado. O suéter pra variar é masculino, eu e o Dani compramos pra usarmos juntos mesmo. É bonitinho, quando ele vai comprar algum, já diz: qual cor a gente ainda não tem? Ou: será que te serve? Essas coisas..rs Óbvio que serve, ele é magrinho e mesmo que fique grandão como este, com legging fica lindo! Só dar uma dobrada na manga e pronto! O suéter fez o maior sucesso, já que a cor oficial da Holanda, presente em todos os uniformes, é o laranja, geralmente combinado com preto, branco ou azul, ou seja, justamente as cores das listras! Até uma das funcionárias do Hard Rock tascou o seu “I loved your sweater!”, hehe.

O que senti muita falta no look foi de uma camisa por baixo, pra deixar a golinha aparecendo, sabe..esqueci de levar, foi o que faltou pra ficar uma produção mais elaborada. Já pensou uma jeans delavê? Vou usar assim dia desses… A velha e boa jegging (legging jeans) é a melhor pedida para as viagens, vou e volto com ela no corpo. O tênis pra caminhar é sem igual, perfeito pra bater perna o dia todo.

Degustando um delicioso queijinho holandês..!

 

Outro museu que visitamos foi o Van Gogh, é ótimo! Lá vimos centenas de pinturas do pintor holandês, além de obras de vários artistas que foram influenciados ou influenciaram Van Gogh, como Claude Monet! Vincent Van Gogh, ou simplesmente Vincent, como assinava seus quadros, produziu nos últimos 10 anos de sua vida mais de 800 pinturas, mas só foi reconhecido depois de uma história problemática e do consequente suicídio. Vale a pena ver de perto suas coloridas e expressivas pinceladas em obras como Os Girassóis, mas não consegui escolher uma pintura preferida entre tantas coisas lindas, toda hora eu mudava de opinião.. de encher os olhos!

Hard Rock Café

Rijksmuseum, o maior museu da cidade, ao lado do Van Gogh.

Tarde gostosa pelo Voldel park, cheio de gente curtindo um piquenique no gramado, caminhando, andando de bike, patins e apreciando a natureza.



Tabuleiro de xadrez gigante numa praça perto do parque Vondel e do Hard Rock Café. Confesso que me decepcionei quando vi, porque imaginei que fosse bem maior, com as peças do nosso tamanho, sabe, mas na verdade é mais que uma obra de arte,  as pessoas realmente jogam. Na foto, mais uma partida acabava de começar.

 

Outra  coisa típica da Holanda que comemos por lá foi o Stroopwafel, waffle bem fininho recheado com caramelo. Bem bom, mas bem doce, então fica um tanto enjoativo, de qualquer forma, vale a pena provar!

Tricot: H&M
Jegging: Sommer
Tênis: Nike
Bolsa: Schutz
Óculos: Ray-Ban 

Apaixonada por Amsterdam!!
Depois conto mais!!

Mas me digam, quero saber, gostaram????

Beijos!!

8 comentários sobre “Amsterdam

  1. Que linda!!! Amei as fotos, o look, e Amsterdam!! Do jeito que você conta parece que visitei junto com você o lugar hahah Essa foto sua comendo o queijinho sentada tá lindaaa!! E a do Dani na letra D ficou o máximooo!!! kkk Ameeei!! Bjinhooo, te amo!

    Curtir

  2. Hmmm parece que eu conheço essa jegging.. a irmã gêmea dela ta aqui no meu guarda-roupa hihhihihhi. Tá linda amiga, amei esse suéter de vocês e mesmo não comentando em todos os posts eu sempre estou lendo e amando cada um. Foi como a Má disse ali em cima, do jeito que você conta parece que eu estive ali junto com vcs.

    Avisa o Dani que ele ta com uma cara de criança feliz nas fotos hahahahaha tá demais. Continue aproveitando cada momento. Saudade imensa, te amo viu?

    Curtir

    1. verdade, fer!!! ela é demais, né? a minha ta até desbotando.. como usoooo, emagrece, uma beleza kkkkkk. Que bom, amore, muito importante vc por aqui, viu??
      Ah, quanto ao Dani, cê acha mesmo que não estaria com esta carinha em Amsterdam???? kkkkkkk ele mesmo se acha o mister Dam kkkkkkk
      Podexa que to aproveitando bastantaoo ta!! saudade imensa tbm querida, quando eu voltar quero te ver!! te amo!! brigada!!

      Curtir

  3. Excelentes comentários sobre Amsterdam e suas belezas. Sou curioso para conhecer a Holanda e visitar os mesmos pontos turísticos que você citou, Mirella. Sempre pesquiso sobre país e sua capital (povo, cultura, idioma, etc). E também gosto de ver a Praça DAM ao vivo através do site: https://webcam.nl/toerisme/.

    Abraço.

    Rafael Lourenço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s